Sobre metas de ano novo

Sobre metas de ano novo:

 

Todo fim de ano é sempre a mesma história: promessas a serem cumpridas no ano que se inicia. Dentro desse universo envolto por uma esperança absurda de que tudo será diferente, temos dois grandes grupos em destaque: as pessoas que assumem o compromisso de atingir suas metas e as que gostariam de atingir suas metas.

 

Antes de elaborar qualquer tipo de meta, precisamos fazer a nós mesmos a seguinte pergunta: “Eu realmente quero alcançar o determinado objetivo?”.

 

E mesmo que seja ressaltado, o querer não conduz ao ter.

 

Aplicando as ideias de T. Harv Eker: “Você nunca notou que ‘querer’ nem sempre conduz a ‘ter’? Observe também que querer e não ter cria mais querer. Querer torna-se um hábito que só leva a ele mesmo, um círculo vicioso que não chega a lugar nenhum”.

 

Quando realmente queremos atingir algum objetivo, traçamos o caminho. Ou seja, fazemos uma espécie de passo-a-passo, deixando mais explícito onde queremos chegar, o que facilitará todo o percurso para que sejam alcançados os objetivos.

 

Vamos então sair da teoria e elucidar nosso texto com questões práticas. Se eu tenho como OBJETIVO: ser mais saudável. O que eu preciso fazer? Possíveis respostas: Dormir mais cedo, me alimentar melhor e praticar exercícios.

 

Respondido o primeiro questionamento, prossigamos firmes em nosso percurso. Para dormir mais cedo, vou abrir mão de alguns eventos noturnos ou das maratonas de Netflix. Para me alimentar melhor, vou ter que ler sobre alimentação, comer mais natural. E porque não procurar um nutricionista? Para praticar exercício, vou buscar o esporte que me adéquo, criar hábito e adaptar a rotina.

 

completo dizendo que quem realmente quer, arranja tempo, arranja como. É tudo uma questão de PRIORIDADE. Quem não quer, arranja desculpas.

 

E neste exato momento eu imagino você lendo cada linha deste post enumerando as suas desculpas. E sabe o que eu vou fazer? Já vou trazendo uma solução para cada uma delas! Vamos lá? E vale a dica para cada uma de suas desculpas.

 

Suposto querer: Fazer Crossfit. Desculpa: É caro. Solução: ir correr, aprender burpees, fazer abdominal em casa.

 

Suposto querer: Fazer dieta. Desculpa: Não tenho dinheiro para nutricionista. Solução: Comer de forma mais natural e evitar industrializados.

 

Normalmente quem usa dinheiro como justificativa, não quer! Não está realmente priorizando o que diz ser seu objetivo. O segundo nível do querer é a decisão de ficar mais saudável.

 

E é o mesmo Eker, T. Harv que ressalta: “A escolha tem uma energia muito forte e anda de mãos dadas com a responsabilidade que a pessoa tem de criar a sua própria realidade. A palavra decisão vem do latim decidere, que equivale a “eliminar todas as outras alternativas”. Escolher é muito bom, mas ainda não é o melhor.”  .

 

É sempre bom traçarmos metas para o ano que entra. E sempre que traçá-las, pense em como vai fazer para atingi-la.  Esse método se chama GROW.

 

G- GOALS (OBJETIVOS)

 

R – REALIT (REALIDADE)

 

O – OPTIONS (OPÇÕES)

 

W – WILL (COMO VOCÊ VAI FAZER PARA CHEGAR LÁ)

 

Vou usar uma meta do Crossfit como exemplo:

 

G: BAR MUSCLE UP

 

R: Muita deficiência na ginástica;

 

O: Treinar deficiências e exercícios auxiliares.

 

W: Fazer curso de ginástica, treinar deficiências e exercícios auxiliares pelo menos 2x na semana.

 

“O terceiro nível do querer: é o compromisso. O significado de comprometer-se é dedicar-se sem restrições, o que exige não se refrear e dar 100% de tudo o que se tem para obter seu objetivo. Isso requer disposição para fazer o que for necessário durante o tempo que for preciso. É o caminho do guerreiro. Nenhuma desculpa, nenhum se, nenhum mas, nenhum talvez – e o fracasso não é uma opção. O caminho do guerreiro é simples.”

 

Para finalizar, vou enumerar algumas de minhas metas para 2018 e te encorajar a listar as suas também. São regras de segmentos distintos da minha vida. Aqui estão elas:

 

Campo/Blog: Ter 100 mil acessos.

 

Instagram: Ter 10 mil seguidores.

 

Crossfit: Fazer Pull-up e Double-under de forma eficiente.

 

Pessoal: Ler 66 livros.

 

Faculdade: Ser uma das melhores alunas da sala.

 

Devo contar minha meta?  Há quem diga que quando você conta sua meta, você vai realmente cumprir. O fracasso não será uma opção.

 

E você, quais são suas metas?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s